"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

28/07/2013

ela esqueceu-se de amar

Ela tinha saudades de quando um abraço lhe era suficiente. Agora, tinha-se entregado de braços abertos aos prazeres carnais. Não queria nem precisava de amor, dizia ela amargamente. Sexo era tudo o que ela queria para satisfazer os seus desejos. Nada mais. Nunca mais seria usada, pois era ela agora quem usava e deitava fora, assim, sem mais nem menos. Apenas fazia o que um dia lhe tinham feito a ela. Usava o sexo para reprimir a dor. Um dia, ela iria-se arrepender. Mas, já seria tarde demais.

6 comentários: