"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

14/07/2013

o amor de uma vida

Estava um dia lindo lá fora, fui até à janela e senti o teu perfume. Lá estavas tu, à minha porta, prestes a tocar à campainha para me visitar. Eram três da tarde, vieste mais cedo que o costume. Perguntei-te o porquê de teres vindo tão cedo e disseste que a saudade hoje bateu mais forte e não aguentou esperar até à hora de sempre. Esbocei um enorme sorriso e abracei-te. Pedi-te para esperares e fui vestir o meu vestido novo, era azul escuro às bolinhas brancas, e fui colocar o chapéu de palha na cabeça, estava muito sol. Deste-me a mão e fomos passear para o jardim. Sentámo-nos num dos três bancos que lá existem. Olhaste-me com o olhar mais terno que alguma vez vi em ti. A minha face ficou mais rosada que o costume a arrepiei-me, pois senti que me ias dizer alguma coisa - e na realidade disseste.
- Estás linda hoje.
- Só hoje? - Fitei-o com um olhar de quase-chateada.
- Não, minha princesa. Hoje tens um brilho especial no olhar.
- Oh. - corei imediatamente - É impressão tua.
- Não é não, mas ainda bem que estás assim, tenho uma pergunta muito importante para te fazer.
O meu coração disparou de imediato, senti a minha pulsação na garganta.
- Diz então, meu amor.
- Não é assim tão fácil, confesso que até estou um pouco nervoso.
- E estás a deixar-me a mim nervosa também...
- Calma. - Ele levantou-se e tirou uma caixinha do bolso. Ajoelhou-se e abriu-a. Tinha lá dentro o anel mais brilhante e mais lindo que eu alguma vez vira. - Queres casar comigo?
Naquele momento fiquei sem chão. As minhas pernas começaram a tremer e senti os olhos a ficar aguados. Tapei a boca com as mãos como sinal de espanto e, subitamente, dei um pulo de alegria e disse bem alto para os quatro cantos do mundo ouvirem:
- Sim, claro que sim! Amo-te.
- Também te amo princesa.
E beijámo-nos mais apaixonadamente que nunca. Isto foi à mais de cinquenta anos, e ainda hoje nos beijamos da mesma forma. Ele é, indubitavelmente, o amor da minha vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário