"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

23/07/2013

Para uma pessoa sem nome.

Não estou preparada para abandonar as nossas lembranças. Magoaste-me, mais do que algum dia poderás entender, mas ainda assim não consigo fingir que não te conheci. Ficarás gravada na minha mente a ferro e fogo, por escolha minha. Talvez eu goste de sofrer. Talvez não saiba viver sem sentir uma pequena mágoa a espetar agulhas no meu coração. Mas seja como for não estou preparada para te deixar morrer no meu passado. Ainda vivem em mim esperanças. Ainda vives em mim.

2 comentários:

  1. Não é gostares de sofrer, é a doença do amor, e a memória que não se apaga querida.

    ResponderEliminar
  2. Por mais que a memória não se apague, temos sempre de aceitar as coisas como são, deixando-as desvanecer com o tempo e, ao mesmo tempo, nunca esquecê-las.

    ResponderEliminar