"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

08/08/2013

Epitáfio Memorável

Tinha acabado de trespassar a quina da rua. Mal conseguia andar com tanta gente que deambulava debaixo das luzes dos candeeiros por entre bazares incompletos. Caminhava sem intenção e, como sempre, sem pensamento. Mudava agora o meu trajecto para uma ruela menos ocupada de mais fácil andar. Sem querer ou, talvez, por obra de alguém perene e possante ela apareceu na minha frente. Uma rápida troca de olhares bastou. Fiquei comovido com tanta simplicidade e inocência, uma perfeição extrema perdurava sempre que os meus olhos eram atraídos. Sentia-me fraco. Queria poder tocar-lhe no cabelo, mas não podia. Sempre que tentava a minha mão e a minha alma fraquejavam e o vento, como que avisando-me, afastava o cabelo dela.
Eu seguia atentamente os seus passos como um cúmplice na luta por uma vida melhor e justa. Fartava-me de ouvir lamentações. Fartava-me de ver tristezas. Fartava-me de bater com a cabeça e tudo para arranjar soluções e esquecer desejos inóspitos e inesperados.  Continuei a segui-la. Quando dei por mim estava de frente para um parapeito infernalmente preenchido. Havia espaço apenas para mais uma pessoa. Parecia que esperavam por ela. Fiquei resguardado a ver de longe o que se passara. No meio de tantos bombardeamentos de cores mirabolantes ela havia ficado envolvida, com o cabelo ao vento, naquela aura completa de afinação e simplicidade que lhe dava um brilho descomunal que me ofuscava a alma. Enquanto isto eu estava totalmente fascinado com aquele semblante, fiquei vagueando por entre os cabelos. Dentro da minha cabeça renasciam as ambições. 
Estava novamente dominado pela fraqueza. Tinha sido derrotado, novamente, por aquilo que mais temia. Permanecia atrás dela até ao fim do espectáculo.
Até lá, o resto é silêncio.
Aqui jaz aquele
“Que ao longo da sua vida
Chegou, viu e foi sempre vencido,
Tanto pelos elementos
Como pelas naus inimigas.”

4 comentários:

  1. "Fiquei resguardado a ver de longe o que se passara. No meio de tantos bombardeamentos de cores mirabolantes ela havia ficado envolvida, com o cabelo ao vento, naquela aura completa de afinação e simplicidade que lhe dava um brilho descomunal que me ofuscava a alma." adorei :)

    ResponderEliminar
  2. Podia dar os elogios todos. Mas não preciso. o texto fala por si. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, muito obrigado!
      Acho que esse será mesmo melhor elogio de todos!


      (só vi agora estes comentários, como já disse, vá-se lá saber porquê, e respondo com um ano, quase de atraso)

      Eliminar