"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

02/09/2013

Ele e Ela


Quando os nossos corações se unem o universo á volta joga a nosso favor. Quando as nossas almas se alimentam uma da outra, quando se encontram no ponto mais alto do amor, o tempo passa devagar, o sofrimento desaparece porque se rende ao poder dos nossos corpos unidos, por entre loucuras e prazeres. Podemos nos encontrar apenas um minuto, uma hora, um dia mas é vivido intensamente entre beijos apaixonados e sussurros ao ouvido. Fora esses encontros têm outros, sim, encontramos nos em tudo, olhares, cartas, pensamentos. Este nosso amor ficará eternizado no infinito só semeando alegrias e loucuras saudáveis.
E entre essas loucuras, alegrias e sussurros encontramos-nos ali, no meio do deserto, enrolados, esquecendo aquilo que por ali vai, enquanto os lábios se tocam apaixonadamente sem se aperceberem e os corpos se unem mais uma vez tão intensamente, como da primeira vez, de modo que se estivéssemos a tomar aquele café forte e saboroso, que tanto gostamos, embora contendo as suas pequenas imperfeições é sentido com um prazer enorme, dando vontade de querer mais ou simplesmente que aquele momento passe calmamente, conseguindo saborear cada instante. Amor, ou se vive intensamente ou se deixa ali ficar como outrora não se tivesse passado, sendo somente uma miragem a que a vida nos proporcionou.

2 comentários: