"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

19/09/2013

Tenho fome!

Tenho fome. Tenho fome de entrar pelo corredor do infantário, daquela salinha cheia de cor, de fazer desenhos, do recreio, das caixas de areia, dos baloiços, dos escorregas, de meter os "trabalhos" na capa gigante que era maior do que eu, de estar rodeada de pequenos. 
Tenho fome do dia em que passei para o 1º ano, o dia em que mudei de zona do colégio, do dia em que tivemos pessoas novas na turma, do menino maior de todos mas que chorava, e do menino negro que era o reguila. 
Tenho fome de brincar, de ir a correr para o campo de futebol com os rapazes quando estava bom tempo, de jogar Tazzos, de jogar às cartas Pokemon quando estava mau tempo, dos passeios pela quinta e pela mata do colégio, de chegar a casa com a bata toda suja e com as pernas cheias de nódoas negras. Tenho fome das aventuras pelo colégio depois aulas, às escondidas, enquanto esperávamos pelos pais. Tenho fome dos treinos, dos torneios, das medalhas e dos troféus. Tenho fome da inocência da infância.
Tenho fome do 3º ciclo, da união da turma, dos teatros que produzíamos, de sairmos quando não tínhamos aulas e ir invadir o campo de treinos do clube aqui da terra para ficarmos a jogar e correr quando funcionário aparecia. 
Tenho fome do 10º ano, dos melhores amigos de sempre, de ficarmos pela escola nos tempos livres, encostados num canto qualquer, a ter uma boa conversa enquanto fumávamos para descontrair, de faltarmos às aulas para continuarmos nos mesmo, da diversão que dávamos às aulas, de atazanarmos a cabeça aos stores. 
Tenho fome do Verão! Tenho fome de brincar, de dar toques numa bola, de passeios em família, de festas. Tenho fome da casa de férias, da minha praia, daquele mar, das praias desertas que descobria nas caminhadas pelas falésias, do por do sol, de estar quase um mês inteiro desligada do mundo, na paz e na tranquilidade. Tenho fome de me divertir, de sorrir, de rir, de sair, de ter amigos, de viver. 
Tenho fome dos melhores momentos da minha vida. Tenho fome de me apaixonar, de me sentir amada, de carinho, de proteção, de loucura, de abraços apertados, de sorrisos, de beijos, de suspiros. 
Tenho fome de ser feliz!

1 comentário:

  1. Essa tua fome será saciada. Não digo que será em breve porque não sei mesmo o futuro. Mas também não digo que será num futuro longínquo. Faz por sorrires com as pequenas coisas, por muito pequenas que te pareçam. Faz por mostrar esse sorriso!

    ResponderEliminar