"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

18/10/2013

amores que te destroem

Pega no cigarro e apaga-o contra a pele, apenas para saberes que estás aqui e és tu. Pega no copo de whiskey e manda-o contra a parede, o vidro quebra-se e tinge-se a carpete de líquido alcoólico que bem serviria para te afogar as mágoas. Rasga os papéis em cima da mesa, deita-os ao lixo, manda o computador ao chão, estraga a máquina de escrever. Parte as canetas e deixa a tinta sujar-te os dedos, colorindo-os, deixa a tentar penetrar na pele e observa-a a percorrer cada caminho que a derme deixa que ela percorra. Larga a escrita, larga-a e corre. Larga o cancro que te corrompe os pulmões e corre, larga o que te queima o fígado e corre, larga o que te afoga a alma e corre, corre que a vida doí com tudo isso, a vida quer que te prendas e todos os amores que te destroem mas não quer que te desprendas. Mas se algo que amas te mata, agarra-te a isso. Porque morrer, todos nós morremos. Que seja por aquilo que amamos.

4 comentários:

  1. É sempre bom ouvir a opinião de alguém assim de fora, por isso muito obrigada :)
    O meu problema é sobretudo. Na Escola Superior de Comunicação Social de Lisboa a média de ingresso é superior à minha e isso não é bom. De qualquer das formas estou mais inclinada para o Politécnico de Portalegre. O local em si é mais pequeno, mais acolhedor e penso que me vou dar melhor numa cidade assim pequena do que em Lisboa. Além de mais a minha média, para a Escola Superior de Educação de lá, está perfeita! :D
    Mais uma vez, obrigada, querida!

    ResponderEliminar