"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

22/10/2013

Reflexos da «Esplanada Sobre o Mar»

Porque tens mas não queres ter e és mas não queres ser. Ser o que és não é mau, mas também nem te apetece pensar mais, só te apetece ser. Ser sem ser. Ser sem ontem. Ser sem hoje. Ser sem amanhã. Morrer a pensar que o que tens dentro de ti te faz bem. Ser quem nunca foste e ser quem nunca serás. Repetir-te. E repetir-te. Vira disco riscado e escreve tudo de novo. A vida é linda e fodida. E porque um dia eu li Vergílio Ferreira e ele disse «Tudo pode estar certo talvez a qualquer hora. Menos essa banalidade ridícula da morte.» Ela é a única realidade e nós queremos negá-la. Mas há tanto para viver antes. Porra, há tanto para viver antes. 

Sem comentários:

Enviar um comentário