"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

30/11/2013

[Final do mês] Um amor sem fronteiras

Dizem que a distância estraga o amor, que há fronteiras impossíveis de ultrapassar, que não há capacidade para um amor sobreviver a quilómetros de separação. Dizem apenas, não sabem do que falam. Garanto-vos que há amores sem fronteiras. Há amores que não têm fronteiras, que aqui ou no outro lado do Índico, o sentimento é o mesmo. Há amores que nem sequer são amores. Entram na nossa vida, e, num segundo, mudam tudo – sem exagero. O orgulho e a admiração apenas se multiplicam a cada feito conquistado. Esses sim conseguem ser bem maiores que os quilómetros que qualquer mapa nos faça contar. 
O meu orgulho deposito-o todo em ti, mesmo quando não sobra para mim. Posso odiar-me que irei sempre amar-te, posso desiludir-me que irei sempre fazer o melhor para te surpreender. Tudo na vida deixa sempre imenso por dizer; nunca se consegue sentir tudo o que se diz, nem dizer tudo o que se sente, mas este amor ultrapassa todos os “tudo” que se transformam em nada a cada recaída. Porque nem sempre é um mar de rosas o que sentimos. Por vezes somos as piores pessoas do mundo, e apodera-se de nós um sentimento de impotência que nos faz questionar o caminho que percorremos até aqui. Mas dura pouco, porque amor que é amor, responde até às questões mais penetrantes. Porque ver o teu sorriso faz com que todos os “nada” que passaram antes pela minha cabeça se transfigurem e apenas ele permaneça. 
Podia explicar o quanto me faz feliz ver-te sorrir, o quanto uma fotografia tirada algures num canto do mundo me faz orgulhar-me. Podia utilizar todas as palavras que conheço e inventar algumas neste caminho mas sei que nenhuma delas me faria sentir completa em relação ao que sinto cada vez que os meus olhos te vislumbram. Porque amor é amor. E amor é inexplicável. Sem fronteiras nem mapas. Sem contagens nem explicações difíceis. 
Ninguém entende que talvez este sentimento seja o maior e mais importante que carrego comigo, mas eu digo que não quero que entendam. Minto claramente, gostava que alguém entendesse, que alguém soubesse que dava a minha vida por ti. 
Tenho saudades tuas e és a melhor coisa que alguma vez me aconteceu.

Agnese & Emily

3 comentários:

  1. "Tudo na vida deixa sempre imenso por dizer; nunca se consegue sentir tudo o que se diz, nem dizer tudo o que se sente, mas este amor ultrapassa todos os “tudo” que se transformam em nada a cada recaída."
    Está perfeito.

    ResponderEliminar