"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

30/11/2013

13:30

Que dias tão bonitos. Calou! Não sei porquê mas a necessidade de aterrar com os pés no chão faz parte do meu ser. Umas vezes racional. Outra vezes apaixonada. Só para me recordar que quando os dias bonitos acabarem as memórias vão-(nos) espancar até a morte. Ah, e sou irónica. A escrever sobre o fim de dias bonitos agarrada ao homem que está apaixonado por mim.

1 comentário: