"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

09/11/2013

thump thump thump

acordávamos à mesma hora, todos os dias, os lençóis ainda cobertos com uma camada de calor humano e amor, e ele já fumava o primeiro cigarro do dia. as cinzas caiam na cama em compassos dispersos, e falávamos de teorias da relatividade com os corpos transformados em energia mecânica. abria portas dentro de mim e inundava quartos de flores - e eu nem gostava de flores. mas gostava dele. de como derretia pedras de gelo com os olhos e de as mãos dele acariciavam os cantos da minha mente que eu não conseguia ver.
escrevia-me cartas de amor em guardanapos de papel, pesava-me as horas nos ombros das noites mal dormidas em que líamos livros juntos e apaixonávamo-nos pelas personagens de uma maneira distinta de como nos apaixonamos um pelo outro. as canções que ouvia na minha mente eram mais altas quando estava com ele - mais profundas, um tom diferente, um timbre específico.

amo-te, sussurrava ele por entre bafos de cigarros queimados no chão de madeira do quarto.
também te amo, timidamente dizia eu, enquanto a noite caía mais uma vez no quarto que era o nosso mundo.

matei-o com lâminas de gelo que se me escorriam dos olhos, quando me encontrava fechada num anexo escuro paralelo ao da minha alma; o frio voltou à solidão da cama, o silêncio reverberava nas paredes lisas e estilhaçava-me a mente em pedaços. não os apanhei, deixei-os caídos no chão. o coração já não bate. já não bate. perdi-o.

8 comentários:

  1. Bem, deixa-me que te diga, fiquei arrepiada desde a primeira palavra até à última...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. era esse o impacto que pretendia, e fico feliz por o ter conseguido. obrigada :)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. eu sei o quão custa perder alguém. esta situação específica é fictícia, mas baseada em sentimentos reais. e sim, doí :/

      Eliminar
  3. Fiquei arrepiada com a profundidade das tuas palavras! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. muito obrigada, é sempre bom ler um miminho destes!:)

      Eliminar
  4. Doeu ler, mas foi tão bonito! Tão bem que articulas as palavras e o jogo de metáforas que usas é encantador.
    Adorei, voltarei com certeza para ler mais :)

    ResponderEliminar