"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

12/01/2014

Deixas-me assim

A tua língua está cada vez mais pública. Noto-a quando sinto a sua textura, lixada e encarnada viva, quando entra em contacto com a minha saliva esbranquiçada. Lixa-mo-las de cada vez que elas se tocam, inebriadas. Sinto o litoral da tua boca vulnerável quando a minha é sugada para a tua. Sinto que subtrais tudo o que encontras como se tudo o que procurasses fosse o combustível para continuar aquele ato. 

3 comentários: