"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

03/01/2014

Enganar a mente

Como se merecesses as noites mal dormidas e os dias cinzentos. Como se, de repente, aparecesses e tivesses o direito de te revelar como sendo o centro da minha vida. Odeio cada parte de mim que te ama, porque nunca me permiti a fazer tal coisa. Odeio-me quando deixo que me influencies com pequenas coisas que dizes. Mas tinhas de ser tu. Só podias ser tu. Só te podia amar a ti. Porque eu escolho sempre o caminho mais difícil, ainda que o faça inconscientemente. Odeio-te porque, de alguma forma, fizeste com que te amasse assim, desta forma. Nem sei bem como te amo, nem porque te amo. Mas direi a mim mesma todos os dias que não te amo. No fundo, és-me indiferente. Vou fazer com que cada palavra carinhosa que me digas não fique marcada em mim. Porque eu sou assim. O centro da minha vida sou eu, e não tu. 

2 comentários:

  1. Sabes? Eu li, reli e sorri. Sorri. E voltei a sorrir.
    Odeias-te por amar porque não queres amar. O problema é que nenhum de nós é alguma coisa sem amar. Por isso, eu espero que ganhes gosto ao amor mesmo com as noites mal dormidas e os dias cinzentos. Mesmo com as palavras que ele te lança. Mesmo que ele não te fale durante mil dias. O amor tem esse lado mau. Eu sei isso e transmito-to. Mas sabes que mais? O amor também tem milhões de lados bons e eu quero que os descubras. A todos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigada, mesmo. eu sei que um dia vou descobrir o lado bom do amor, ou melhor, eu quero acreditar que isso vai acontecer, mas até lá, ainda vou ter que suportar muita coisa. por isso às vezes penso que era melhor não amar. era tudo muito melhor.

      Eliminar