"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

15/01/2014

Erma tarde

Um elemento do sexo masculino dirige-se a um bobo da corte lançando-lhe um comentário homofóbico. Um outro elemento, desta feita do sexo feminino, abre a boca repetidamente vomitando verdadeiras abjeções que lhe devem preencher o cérebro, numa demonstração nada evidente do ideal feminista desejável. Outros, fazem trocadilhos com as «pisaduras» e com a moleza de alguns órgãos dos corpo humano. O calão estende-se rapidamente pelo espaço preenchido por aqueles seres. Atribuem nomes de animais aos homens, em que até o pobre burro foi chamada ao centro da conversa. Discutem: não por isto, nem por aquilo. Discutem simplesmente. Alimentam-se de insultos, e vibram com as respostas que dão e para a qual não obtém um contra-resposta. Dizem-se amigos. Mas parece-me que sejam só colegas de turma.

Sem comentários:

Enviar um comentário