"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

24/03/2014

a mente doí

A dor de mente é dor de cicatrizes a serem roídas por vermes. Vermes alimentados de pensamentos obsessivos pela dor de mente que não deveria de estar presente. Dor de mente que não está habituada a não ter dor e tem de sentir dor para saber que é mente. Quantas mentes são assim, envoltas em dor, dependentes da droga que é sentirem-se num vácuo negro de sentimentos e pensamentos, quão apelativo é o Inferno para toda a gente querer lá ficar? A mente doí e o coração tenta bater mais alto. O coração bate. A mente luta. Tudo se transforma em tentar que a mente páre e que o coração continue. Continua a lutar. A mente é tua e não tu és da mente; a alma é mais forte, o coração bate um decibel mais alto e o que a mente quer é que desistas. Não desistas. A mente é tua.

2 comentários:

  1. este texto podia ter sido escrito por mim... como compreendo!

    ResponderEliminar
  2. Quando te disser que este texto podia ter sido escrito por mim tu vais simplesmente saber que sim. Porque podia. Mas tu és mais forte porque tu continuas a lutar, não ignores esta luta. E eu posso repetir muitas vezes a mesma coisa. Não me importo. Desde que tu fiques bem no fim.

    ResponderEliminar