"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

05/02/2015

ilhas

a família é a nossa primeira ilha. o coração de quem amamos, a segunda.
é por essas ruas, entre uma e outra, que nos sentimos mais à vontade.
é a nossa normalidade.
a normalidade de sermos seres humanos.
e nem a família, nem o coração de quem mais amamos, tem de viver sozinhos.
porque se a família e o nosso outro coração são ilhas, então sempre podemos convocar uma e outra e formar um arquipélago.

11 comentários:

  1. E pela tua lógica de ideias, e que me parece claramente assertiva, somos Humanos criadores de arquipélagos... e desses se formam outros ! Humanidade !
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  2. Concordo.
    O problema é quando as pessoas querem ser "ilhas"... isoladas...

    Uma boa semana.

    ResponderEliminar
  3. Pois mas às vezes não é nada fácil construir um arquipélago.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Adorei! Obrigada pelo texto, deixo-me a pensar :)

    ResponderEliminar
  5. r: porque assim não tenho ninguém... no fundo é a história do "quem eu quero não quer... quem eu não quero..." não me importo de estar sozinha mas acho que no fundo faz falta...

    ResponderEliminar
  6. Adoreiii :)

    http://trapeziovermelho.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. O amor nos remete a expansões maravilhosas.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar