"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

16/08/2015

"O sujeito que eu escondi"

Os que para ti olham vêem a loucura, vêem isso e apenas aquilo que tu queres transmitir. Vêem muito e ao mesmo tempo tão pouco. Todos te conhecem mesmo sem conhecer, és complicada e ao mesmo tempo tão fácil de compreender. És tão simples e tão complexa.
És senhora de ti mesma, festiva, indomável, determinada e sais em busca da felicidade com medo mas com coragem. És repleta de histórias para contar e repleta de tudos e nadas. Se tiveres de ir, vais e eu sei que não adianta dizer que não porque vais na mesma. Se bateres com a cabeça, choras o que tens a chorar e lá vais. Como eu disse, és senhora de ti. Se te pedirem opinião sobre algo ou alguém vais dizer-lhe o que achas sem panos quentes. És uma pessoa franca, franca demais por vezes. Não abres mão da tua personalidade por ninguém, tens as tuas convicções e pensamentos. És feita de sonhos mas não perdes muito tempo a pensar neles, ao invés disso, tentas ir atrás deles. Não vives de arrependimentos, só de um, não teres estudado mais quando devias, porque se há coisa que te custa mais é ver passar um sonho em frente aos olhos e saber que conseguias concretizá-lo. Mas sei que acreditas que este ano vai ser o ano, o teu ano e vais dar o teu melhor como sempre deste em tudo. Porque és assim, mente desinibida, coração rebelde, espírito livre e desafiadora. Aprendeste que se não foi, não tinha de ser e vives bem com isso, nem sempre foi assim, mas agora vives. Aprendeste muito com aquele amor, e posso dizer que viveste com ele no coração sem ninguém saber durante bastante tempo porque preferiste assim, chorar nas noites mais frias e não ter de responder às perguntas das pessoas. Ele foi o teu ponto fraco durante muito tempo, aprendeste coisas com ele mas ainda mais contigo própria. E agora, aceitas as palmadas da vida, calmamente, porque sabes que foram essas que te mudaram e te fizeram ser a pessoa que és hoje, foram essas que te deram vontade de viver e viver e viver mais ainda. O amanhã até te pode meter medo, mas que venha, depois logo vês o que fazer. Tudo que viveste são histórias para contar a quem as quiser ouvir. Conheces meio mundo, mas muitos só te conhecem o nome. É fácil conhecer-te e rirem-se contigo mas é difícil conquistar-te. Quando te conquistam, têm o melhor de ti.
Tens dificuldades em encontrar o teu sujeito escondido porque sentes que raramente escondes algo de alguém e de ti. És tão genuína, tão tu. Acho que o teu sujeito é "meio escondido", depende dos dias e das pessoas, depende de ti. 
O teu lema de vida é conhecer o mundo, é viver tudo e sentir tudo de todas as maneiras.

"Gosto que tudo seja real e que tudo
 esteja certo;
E gosto porque assim seria, mesmo
que eu não gostasse.
Por isso, se morrer agora, morro contente,
Porque tudo é real e tudo está certo."
 Alberto Caeiro.

2 comentários:

  1. Sempre te vi felicidade, sempre, mesmo nos dias em que, como referiste, o amor passado te prendia. Agora és solta, cada vez mais livre e sempre com a coragem e a loucura que te caracterizam. Estou certa de que vais conseguir dar o passo em frente na realização do teu sonho, vais conseguir seguir a área que tanto queres. Acredita em ti, porque eu também acredito. Sabes que gosto muito de ti. Beijinho!

    ResponderEliminar