"A vida são dois dias
Um serve para escrever o melhor texto do Mundo.
O outro para morrer a lê-lo."

12/12/2015

E tu, acordas sozinho?

- Então, e tu, acordas sozinho?
A conversa desenrolava-se já por largos minutos; o tema?! o tema nem os intervenientes tinham conhecimento dele; era o mesmo de sempre,  conversas de tudo e nada que devia dar em alguma coisa, ou assim esperavam.
- Não, nunca acordo sozinho e quando o fizer alguma coisa não estará correcta.
- Porque falas assim?
- Adormeço com medos,  passo a noite com sonhos e acordo sempre com vontade de mais.
Numa das cabeças tudo isto fazia sentido; noutra, sonhos eram coisas que não existiam,  vontades era desconhecidas e medos eram que nem doença agarrada aos ossos.

- Porque tens medo de sonhar? 
- Não tenho; não é medo, é inexperiência. Não gosto de sonhos, prefiro cair na real e viver assim. 
- Não sabes o que perdes. A minha realidade são os meus sonhos, os meus medos e a minha vontade de os realizar e ultrapassar. Não sou mais nem menos que tu. Sou igual. Proponho-te um desafio. 
- Que desafio?
- Amanhã não acordes sozinho. Acorda com sonhos. (o mesmo vale para ti: atreves-te a acordar acompanhado?)

2 comentários:

  1. Nunca dormimos sozinhos. Assim como em tudo na vida. Nunca caminhamos sozinhos nem nunca vivemos sozinhos. Vivemos com a nossa alma que cria mil e um seres nela. Somos todos acompanhantes de vida uns dos outros. Ainda que por breves segundos num momento.

    ResponderEliminar